Homem se salva da tragédia de Mariana, mas morre em Brumadinho

Em 2015, a tragédia de Mariana deixou 19 mortos e um rastro imenso de estrago no meio ambiente. Erídio Dias, de 32 anos, conseguiu sobreviver à tragédia porque havia parado o seu trabalho de soldador para ir almoçar. Essa parada o salvou, porque o tirou do alvo da lama da barragem que havia estourado.

Mas a mesma sorte de 2015 ele não teve em 2019, onde acabou sendo atingido pela lama da barragem de Brumadinho e veio a ser mais uma vítima do desastre, se somando a outras 225 vítimas desaparecidas.

Em entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo”, o irmão de Erídio, Laércio Dias contou que ele sempre falava do fato ocorrido em Mariana e se emocionava quando lembrava das cenas as quais havia presenciado na época. Ele havia se salvado ileso da tragédia por causa da parada para o almoço, já que segundo ele contava, essa parada o salvou porque quando voltou ao local onde trabalhava tudo já estava tomado pelos rejeitos de minério e a lama da barragem que acabava de se romper.

Três anos após o trauma em Mariana, Erídio se tornou alvo da lama de Brumadinho, já que no exato momento do rompimento da barragem, ele estava almoçando no refeitório que foi o ponto mais atingido pela lama da tragédia e que vitimou o maior número de pessoas.

A confirmação da morte de Erídio ainda não foi feita pelas equipes de resgate, no entanto, o irmão acha muito difícil acha-lo com vida, já que se passaram dez dias da tragédia. Inclusive amostra de DNA foram colhidas.

Terceirizado da Vale, Erídio Dias deixou uma filha de sete anos, ele estava há cerca de seis meses trabalhando em Brumadinho.

Fonte: 1news

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *